A ideia de criar um blog era para mim um "bicho de sete cabeças". Isso dos blog é para os "geeks", cibernautas que não têm mais nada que fazer que estar agarrado a um laptop o dia inteiro - pensava eu. Agora estou aqui entretida de volta desta ferramenta fabulosa do Blogger, deliciada a ver o resultado final desta minha arte cibernáutica, e a querer escrever mais e mais. A internet é de facto um mundo, há de tudo, para tudo, para todos, como a diz a minha mãe: "nem sei o que hei-de pesquisar", como se nada interessasse. Mas de facto, o universo Google é uma fonte poderosa, é preciso é saber tirar o melhor partido da informação, mas quanto ao Google irei desvendar mais "segredos"...
2. Ofereça relatórios gratuitos aos seus leitores. Se possível, posicione-os nos cantos superiores para que assim não passe despercebido. Tente criar mensagens num autoresponder para que as mensagens sejam enviadas aqueles que põem os seus dados pessoas na caixa de registo. Segundo pesquisas, uma venda é fechada normalmente no sétimo contacto com uma pessoa.
Então veja, manda esse email para 100 dos seus amigos, e desses 100, 10 reencaminham para mais 100. Isto dá um total de 1000 pessoas a lerem o email. Mesmo que o lucro por compra não seja muito elevado, vamos assumir que reçebemos 3€ por cada venda, e que apenas 10% das pessoas que leram se sentiram suficientemente interessadas compraram, ficamos com um total de 100 pessoas a comprar o produto. Ora o nosso lucro irá ser de 3€ x 100 pessoas o que dá um total de 300€ apenas por menos de 1-2 horas de trabalho!
Um caso de sucesso é o da marca Oreo da Nabisco. Esta marca teve uma quebra nas vendas a partir de 2000, devido às preocupações com a obesidade (crianças e adolescentes), no entanto em 2003 implementou medidas para revitalizar o consumo, particularmente um jogo online desenvolvido para as crianças de forma a recuperar a sua popularidade como “top of mind” junto desse target. O jogo online, com uma média de 7 minutos de jogo por utilizador foi um sucesso e a marca recuperou da quebra nas vendas, regressando ao volume de vendas habitual no fim desse ano.

Dentre as várias vantagens de trabalhar com marketing de afiliados, diria que a mais interessante é o potencial de rentabilização desse mercado. Existem produtos que pagam comissões altíssimas, recorrentes, por clique, por venda, por impressão, etc. Existem também afiliados que trabalham na divulgação desses produtos através de plataformas de publicidade e outros que aproveitam os programas de afiliados como forma de rentabilizar o tráfego dos seus sites e blogs. Ambos os modelos são perfeitamente viáveis e geram resultados.
Os programas de afiliados em CPV têm como base as vendas. São normalmente programas de afiliados de lojas de e-commerce em que o objetivo do blogueiro é converter usuários para comprar produtos numa determinada loja online, independentemente do nicho. Por norma, os programas de afiliados por CPV pagam um valor percentual (%) sobre as vendas realizadas, ou seja, ao enviar um usuário para a loja de e-commerce, se ele comprar XX produtos, o blogueiro recebe YY% de comissão sobre o valor da compra do usuário.
"Jim, Wanted to touch base with you on an update. We should have a better understanding when were starting back up in the next 2-4 weeks. Good news is that it looks like your link building efforts are paying off like we talked about. Over the past 2 days our free google traffic has seen new highs. So we were on a steady down trend for 5 months and over the past 2 weeks we have seen a steady increase to new highs of over that of last summer." Andrew G.
O mercado de afiliados é tão extenso quanto a sua imaginação. Existem programas de afiliados e ofertas para promover em praticamente todas as áreas de negócio que se possa imaginar serem possíveis de trabalhar via internet. Isto significa que, por meio da internet, você pode promover ofertas de outras pessoas e empresas em seus sites e blogs, e usar isso como uma forma de rentabilizar os seus conteúdos e tráfego.
×